Tomás Mackey Instalado como próximo presidente do BWA

Aliança Mundial Batista Conclui 1º Conselho Geral Virtual

PARA LIBERAÇÃO IMEDIATA

(FALLS CHURCH, VIRGÍNIA - 23 de julho de 2020) Esta semana, a Aliança Batista Mundial (BWA) sediou seu primeiro Conselho Geral virtual, incluindo um serviço especial de instalação e comissionamento de oficiais na quinta-feira, 23 de julho.

O serviço incluiu uma homenagem ao Presidente Paul Msiza da África do Sul em reconhecimento a seus cinco anos de serviço. Msiza assumiu o cargo na conclusão do 21º Congresso Mundial Batista em julho de 2015, tornando-se apenas o segundo africano a preencher o cargo. Antes de se tornar presidente, Msiza tinha estado ativamente envolvida na vida do BWA. Seu serviço passado incluiu termos como Vice-Presidente do BWA, Membro do Comitê Executivo e Membro do Conselho Geral, bem como membro de vários comitês, comissões e grupos de trabalho. Ele também foi presidente do Comitê de Arranjos Locais para o primeiro Congresso do BWA realizado no continente africano e foi instalado como presidente durante os procedimentos em Durban, África do Sul.

Durante a presidência de Msiza, a Aliança Batista Mundial acrescentou nove novos órgãos membros, elevando o número de membros do BWA para 47 milhões de batistas dentro de 241 órgãos membros em 126 países e territórios. Ele viajou extensivamente durante seu mandato de cinco anos, ministrando fielmente à família batista global. Isto incluiu a pregação do evangelho em 25 países, reuniões de embaixadores com dignitários nacionais e líderes religiosos, presidindo os Conselhos Gerais e Reuniões Executivas da BWA, e o companheirismo com milhares de batistas em todo o mundo. Ele também liderou a BWA através de mudanças significativas, incluindo a transição da liderança do Secretário Geral de Neville Callam para Elijah Brown, bem como os desafios atuais criados pela pandemia global da COVID-19.

"Paulo tem sido um servo incrível do Senhor", disse o Secretário Geral Brown. "Ele tem sido um amigo, um companheiro, um confidente, um campeão do BWA e um pregador de excelência e fidelidade na Palavra de Deus". Ele tem viajado incansavelmente pelo mundo e liderado habilmente".

Em seu último discurso presidencial durante o Conselho Geral, Msiza convidou os batistas a continuar seu compromisso de permanecerem juntos em um "mundo ainda atormentado por muitos problemas". Ele abordou as guerras civis em curso e a realidade de que "muitos ainda vivem em lugares onde seus direitos humanos básicos estão sendo negados". Ele falou contra a injustiça racial, citando como "a horrível matança de George Floyd chamou a atenção do mundo para o nível de racismo que ainda está dentro de nossas comunidades". Ele levantou a preocupação com o amplo e duradouro impacto da COVID-19, citando que agora mais pessoas morrerão de fome do que do próprio vírus e que "a distância entre pobres e ricos é tão grande e dolorosa".

"Independentemente de todos esses desafios, o testemunho cristão e o trabalho batista continua a crescer", disse Msiza. "Mas todos estes desafios são um chamado de despertar para a igreja cristã e para nós como Aliança Mundial Batista". Temos uma grande tarefa pela frente à medida que avançamos para o próximo quinquênio. Precisamos saber que a tarefa exige que mobilizemos nossos membros para engajar-se em uma missão relevante que colocará Cristo no centro de tudo o que fazemos, uma missão que revelará o amor de Deus ao mundo ferido".

Além do discurso de Msiza, o Conselho Geral incluiu uma leitura das Escrituras liderada pelos Vice-Presidentes de 2015-2020: Ernest Adu-Gyamfi (Gana), Jerry Carlisle (EUA), Jules Casseus (Haiti), Tapan Chowdhury (Bangladesh), Miyon Chung (Coréia/EUA), Michael Okwakol (Uganda), Dimitrina Oprenova (Bulgária), Jorge Quinteros (Chile), Jan Sæthre (Noruega), Luiz Roberto Silvado (Brasil), Naomi Tyler-Lloyd (EUA), e Anslem Warrick (Trinidad e Tobago).

A sessão de encerramento do Conselho Geral em 23 de julho marcou o fim do quinquênio 2015-2020 e incluiu um tempo especial de comissionamento para o Presidente Tomás Mackey. Mackey tem estado ativamente envolvido no BWA por mais de 30 anos, mais recentemente sentado no Conselho Geral e no Comitê Executivo, além de servir como membro da delegação do BWA nas conversas teológicas com o Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade Cristã e presidir a Comissão de Educação Teológica. Ele serviu anteriormente como Vice-Presidente da Comissão de Educação Teológica, Vice-Presidente da Comissão de Ética Cristã, e membro do Comitê de Resoluções, Grupo de Trabalho de Educação Teológica e Acadêmica, Comissão de Doutrina Batista e Unidade Cristã, Comitê Executivo de Estudo e Pesquisa, e Comitê de Nomeações. Ele também serviu no Comitê de Arranjos Locais para a Conferência da Juventude da Aliança Mundial Batista em 1983 e no Congresso Mundial Batista em 1995.

"Estou entusiasmado por servir em nosso corpo que tem um papel tão significativo em nosso mundo neste momento especial da história - trabalhar em um corpo que reúne uma família batista de todos os continentes para estar a serviço do Reino de Deus", disse Mackey. "Ore para que eu possa ajudar os batistas de todo o mundo a afirmar o discipulado cristão na realidade cotidiana".