Sobre o Sudão

Logotipo da Aliança Mundial Batista

Resolução do Conselho Geral do BWA 2006.5

O Conselho Geral da Aliança Mundial Batista, reunido na Cidade do México, de 3 a 8 de julho de 2006:

Manifesta preocupação com os conflitos armados em andamento que resultaram em mais de 2.000.000 de mortos e mais de 1.000.000 de deslocados e numerosas outras violações dos direitos humanos. Estas violações são evidentes em Darfur, mas existem em todo o Sudão. Encoraja a criação de mais redes entre as igrejas batistas sudanesas que estão isoladas pelos efeitos da guerra.

Solicita ao Presidente e ao Secretário Geral que considerem urgentemente a melhor maneira de defender a implementação de todos os acordos de paz assinados pelo Sudão e a proteção dos direitos humanos e religiosos, conforme estabelecido pelas resoluções das Nações Unidas.

Convida todos os cristãos a rezar pelos povos perseguidos e deslocados do Sudão e pela missão contínua dos cristãos sudaneses.

Citações

Bibliografia de fonte original: Lotz, Denton, editor. Anuário da Aliança Mundial Batista 2006: Ata da Reunião do Conselho Geral e Diretório. Falls Church, VA: Baptist World Alliance, 2006.

Fonte Original Nota de Rodapé/Endnote: Denton Lotz, ed., Anuário da Aliança Mundial Batista 2006: Ata da Reunião do Conselho Geral e Diretório (Falls Church, VA: Baptist World Alliance, 2006), pp. 77-78.

Citação completa do documento online: Resolução do Conselho Geral do BWA 2006.5 Sobre o Sudão; https://www.baptistworld.org/resolutions.

Citação de documentos on-line em texto: (Resolução do Conselho Geral do BWA 2006.5).

Para mais informações sobre as resoluções da Aliança Mundial Batista, visite BaptistWorld.org/resoluções.

Desde a sua formação em 1905, a Aliança Batista Mundial tem colocado em rede a família batista global para impactar o mundo para Cristo com um compromisso de fortalecer o culto, a comunhão e a unidade; liderar em missão e evangelismo; responder às pessoas necessitadas através de ajuda, alívio e desenvolvimento comunitário; defender a liberdade religiosa, os direitos humanos e a justiça; e avançar na reflexão teológica e no desenvolvimento de lideranças.

Últimas notícias